Express Ambulâncias

20/12/2020

Dezembro Vermelho: mês de conscientização sobre a Aids

Dezembro Vermelho: mês de conscientização sobre a Aids

A Campanha Dezembro Vermelho tem por objetivo alertar sobre as medidas de prevenção, assistência e proteção e promoção dos direitos das pessoas infectadas com o HIV.

O que é o Dezembro Vermelho?

Campanha Dezembro Vermelho tem por objetivo alertar sobre as medidas de prevenção, assistência e proteção e promoção dos direitos das pessoas infectadas com o HIV.

Entre as ações desejadas para o mês estão as rodas de conversa sobre o HIV com especialistas nos postos de saúde, que orientarão e esclarecerão dúvidas da população sobre os métodos de prevenção e tratamento.

Mas afinal o que é a Aids?

A AIDS, sigla em inglês para a Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (Acquired Immunodeficiency Syndrome), é uma doença que afeta o sistema imunológico humano, resultante da infecção pelo vírus HIV (Vírus da Imunodeficiência Humana – da sigla em inglês).

Este ano, por exemplo, mais de 4 mil unidades de saúde participam da campanha, que engloba testes gratuitos e ações extramuros em parceria com outras entidades, como ONGs locais. Ou seja, são muitas atividades que visam conscientizar a população. E você, já fez o teste?

Quais os Sintomas da Aids?

Os principais sintomas da Aids são:

  • Febre,
  • Aparecimento de gânglios,
  • Crescimento do baço e do fígado,
  • Alterações elétricas do coração e/ou inflamação das meninges nos casos graves.

Na fase aguda, os sintomas duram de três a oito semanas.

Na crônica, os sintomas estão relacionados a distúrbios no coração e/ou no esôfago e no intestino.

Cerca de 70% dos portadores permanece de duas a três décadas na chamada forma assintomática ou indeterminada da doença.

A Aids ainda não tem cura

Dezembro Vermelho: mês de conscientização sobre a Aids

Aids é uma doença infecciosa, sem cura, transmitida pelo vírus HIV.

No mundo há 36,7 milhões de pessoas vivendo com o vírus HIV e mais da metade delas (53%) está em tratamento.

A boa notícia é que, em decorrência das medidas tomadas em relação ao diagnóstico, tratamento e controle da carga viral, a partir de 2005 as mortes caíram pela metade. Os dados são do Unaids (Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV e Aids).

O que fazer para se prevenir à Aids?

Segundo dados da FioCruz, para evitar a transmissão da Aids, recomenda-se:

  • O uso de preservativo durante as relações sexuais;
  • A utilização de seringas e agulhas descartáveis;
  • O uso de luvas para manipular feridas e líquidos corporais;
  • Testar previamente o sangue e hemoderivados para transfusão.

Crescimento dos casos de Aids no Brasil

O Brasil é responsável por 49% das novas infecções. São mais de 40 mil novos casos por ano (48 mil em 2016) ou um caso a cada 15 minutos. Estima-se que 112 mil pessoas tem o vírus HIV e não sabem. Esse último dado demonstra a importância de as pessoas fazerem o diagnóstico sempre que passarem por situações de risco, como sexo sem proteção.

Entretanto, segundo dados da Secretaria de Estado da Saúde, do Ministério da Saúde e do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS), a cada 15 minutos uma pessoa se infecta com o vírus no Brasil e sete pessoas morrem por dia em São Paulo.

Jovens e idosos são os mais afetados pela Aids

Um fato alarmante é o aumento do número de jovens na faixa dos 15 aos 24 anos que contraíram o vírus HIV. Segundo o Unaids, 35% das 4.500 novas infecções ocorrem nessa faixa etária, o que corresponde a cerca de um em cada três casos.

Nos idosos o contágio aumentou em 40%, o que revela uma vida sexual mais ativa de pessoas acima dos 50 anos, que não estão tomando os cuidados preventivos necessários.

Express Remoções apoia as ações do Dezembro Vermelho na conscientização e prevenção à Aids e as ISTs.

Faça sua parte e compartilhe nosso post para que outras pessoas tenham essa informação.

Tags: