Express Ambulâncias

04/02/2021

Como proteger meu pet da Covid-19?

Como proteger meu pet da Covid-19?

Cuidar do pet como um membro da família é algo que fazemos sem pensar. Não há evidências de que os animais estejam desempenhando papel significativo na disseminação do coronavírus para os humanos, mas precauções podem ajudar a manter as pessoas e seus animais de estimação seguros, disseram funcionários do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC na sigla em inglês) dos Estados Unidos.

“Com base nas informações limitadas disponíveis até o momento, o risco de animais, incluindo os de estimação, passarem Covid-19 para pessoas é considerado baixo”

disse o oficial do CDC, Dr. Casey Barton Behravesh durante entrevista na segunda-feira (1º).

As evidências sugerem que a Covid-19 provavelmente se originou em animais antes de se espalhar entre os humanos.

“Em meados de janeiro, nós estávamos cientes de 187 animais de 22 países com infecção confirmada de SARS-CoV-2”, disse Behravesh, observando que esses números não incluem visons nas fazendas de visons. Ela acrescentou que nenhuma morte de animais foi ainda associada ao vírus.

O CDC está acompanhando de perto a pesquisa sobre infecções por coronavírus em animais e categorizou alguns animais com base no risco de infecção. Os animais que são altamente suscetíveis ao vírus incluem gatos, hamsters, primatas não humanos, coelhos, visons e veados, disse Behravesh.

Protegendo os animais de estimação

Behravesh disse que animais de companhia, especialmente cães e gatos, são o principal grupo de espécies de animais afetadas pelo coronavírus.

Embora o risco de transmissão de animais para humanos seja baixo, as pessoas podem espalhar o coronavírus para os bichos de estimação, disse Behravesh.

O CDC recomenda que as pessoas tratem os animais de estimação da mesma forma como tratariam os membros humanos da família para protegê-los da Covid-19, limitando o contato com pessoas de fora da casa. A agência aconselha manter os gatos dentro de casa e evitar que outros animais de estimação circulem livremente. Não devem ser colocadas máscaras neles, pois podem causar danos.

Pessoas infectadas devem evitar contato com animais de estimação, o que significa não beijar, aninhar ou dormir na mesma cama, diz o CDC. De fato, as pessoas com coronavírus devem buscar outro membro da família para cuidar dos animais de estimação. Se isso não for possível, o CDC diz que essas pessoas devem usar máscaras ao interagir com seus animais.

As pessoas que suspeitam que seus animais estejam com coronavírus devem consultar um veterinário. Behravesh observou que entre 93 casos de Covid-19 em cães e gatos nos Estados Unidos, 53% não apresentaram sintomas. Os sintomas mais comuns reportados em animais foram sinais respiratórios, como tosse ou espirros. Outros sintomas relatados incluem febre, letargia, vômitos e diarreia. 
Animais que testaram positivo para o coronavírus devem ser isolados dos humanos e de outros animais, disse Behravesh.

Não há evidências de que animais de estimação carreguem ou espalhem coronavírus pela pele ou pelos, e é importante não limpar ou dar banho nos animais de estimação com desinfetantes químicos, diz Behravesh.

“Os controles de veneno para animais de estimação tiveram um aumento no número de chamadas devido a esses tipos de exposição entre os bichos de estimação”, disse ela.

A Food and Drug Administration (FDA na sigla em inglês) não aprovou nenhum medicamento para o tratamento ou prevenção da Covid-19 em animais, acrescentou Behravesh.

Avaliações:

Classificação: 5 / 5. Total de votos: 11

Tags:

Deixe seu Comentário

Categorias

Últimas do Blog

Serviços

Ver mais Serviços