Express Remoções

14/06/2022

Sono de idosos é influenciado por tempo na frente da TV

Sono de idosos é influenciado por tempo na frente da TV

Isso se torna um problema quando além de passar muito tempo em frente a tela, apresenta comportamento sedentário.

Ficar no sofá vendo TV se torna um dos passatempos preferidos do idoso brasileiro. Isso se torna um problema quando além de passar muito tempo em frente a tela, apresenta comportamento sedentário que, entre outras repercussões, pode resultar em problemas com o sono.

O alerta vem de um estudo da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em cima de uma base de dados de mais de 43 mil idosos. Aqueles que permaneciam mais de seis horas por dia assistindo televisão encaravam maior risco de penar para adormecer ou repousar direito.

Ainda que o avançar da idade por si só já possa prejudicar o sono, os pesquisadores acreditam que o sedentarismo piore as condições para um descanso reparador. Curiosamente, nessa análise feita com a população idosa, a TV foi mais associada a um sono inadequado do que outras mídias, como celular e computador.

Conexão com a trombose

Sujeitos que ficam mais de quatro horas diárias assistindo TV correm um risco 35% maior de desenvolver coágulos no sangue em comparação com aqueles que ficam menos de duas horas e meia, revela uma revisão de estudos feita na Universidade de Bristol, na Inglaterra.

O perigo é que esses trombos recém- -formados podem viajar pela circulação até entupir vasos críticos — nas pernas, nos pulmões, na cabeça… Por isso, os autores recomendam que, mesmo na frente da tela, a gente se levante e se mexa a cada meia hora.

Compartilhe esse conteúdo com amigos e familiares. Sempre bom alertar sobre os estudos para que os idosos se atentem e tenham mais qualidade de vida e bem estar.

Não perca: ✔️  Obesidade: entenda as causas dessa doença crônica e multifatorial
Tags:
Sobre o autor

Artigo escrito por César Canteiro, redator do site.